Saque do FGTS começa com filas e desencontro de informações pelo país - CNCrh

Saque do FGTS começa com filas e desencontro de informações pelo país

Fila formada pouco antes da abertura da agência da Caixa na av. Sete, em Salvador (BA)

Fila formada pouco antes da abertura da agência da Caixa na av. Sete, em Salvador (BA)

As agências da Caixa Econômica Federal abriram mais cedo nesta sexta-feira (10) e já com fila de trabalhadores atrás do dinheiro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Quem nasceu em janeiro e fevereiro e tem dinheiro em contas inativas do FGTS pode sacar os recursos a partir desta sexta-feira (10). São cerca de 4,8 milhões de pessoas. Quem nasceu entre março e dezembro precisa esperar até as datas estipuladas pela Caixa Econômica Federal.

Além das filas, alguns trabalhadores encontraram outros problemas para sacar o dinheiro.

O gerente da agência Bom Fim da Caixa, na região central de Porto Alegre (RS), registrou problemas já nos primeiros atendimentos. Entre eles, contas que não apareciam como inativas no sistema ou diferença no valor a ser recebido (na agência, aparecia um valor diferente do que havia sido apurado pelo trabalhador).

“Vai ser assim o dia inteiro, mas vamos lá. Estamos aqui para resolver esses pequenos contratempos”, disse o gerente Bernardo de Mello.

Chegou primeiro, mas saiu sem nada

Vendedor chegou primeiro a agência da Caixa em SP, mas saiu sem o dinheiro

Vendedor chegou primeiro a agência da Caixa em SP, mas saiu sem o dinheiro

O vendedor Eric Cézar Cerqueira, 40, o primeiro a chegar à agência da Caixa na rua 7 de abril, no centro da capital paulista, mas saiu de lá sem o dinheiro do FGTS.

Ele conta que tinha cerca de R$ 500 para sacar, mas a empresa onde trabalhou não tinha “dado baixa” em seu emprego. Conseguiu regularizar as informações, mas só poderá sacar o valor em cinco dias úteis, na próxima sexta-feira.

“Fiquei (decepcionado). Pensava que ia sair com o dinheiro na mão”, afirma. “Agora é esperar. Tudo bem”.

Nesses casos, é preciso apresentar a carteira de trabalho e, se possível, a rescisão de contrato para comprovar a situação do trabalhador e corrigir os dados no sistema do FGTS.

Presidente da Caixa visita agência

O presidente nacional da Caixa, Gilberto Occhi, afirmou que muitos trabalhadores estão enfrentando dificuldade para sacar o FGTS inativo por causa da falta de informações, por parte dos empregadores, no sistema do FGTS.

Presidente da Caixa, Gilberto Occhi, visita agência em Gruta de Lourdes, em Maceió (AL)

Presidente da Caixa, Gilberto Occhi, visita agência em Gruta de Lourdes, em Maceió (AL)

Occhi esteve na agência do bairro de Gruta de Lourdes, em Maceió (AL), para fiscalizar o atendimento ao público. Ele também respondeu a dúvidas de alguns trabalhadores que estavam na agência.

“Uma coisa que estamos percebendo muito é a falta de registro nos sistemas do FGTS de desligamento do empregado. Essa é uma situação muito recorrente. O empregado se desliga da empresa, e ela apaga os direitos dele, mas não dá a baixa no contrato de trabalho no sistema do fundo de garantia”, afirma.

Agências da Caixa abrem mais cedo

como-usar-o-fgts-para-comprar-uma-casa-1372450943669_615x300

As agências da Caixa abriram duas horas mais cedo hoje e também terão o horário antecipado na segunda (13) e terça-feira (14) da semana que vem. A exceção são as agências que normalmente abrem às 9h: nesse caso, começam a atender uma hora antes e fecham uma hora depois.

Além disso, algumas agências abrirão no sábado (11), das 9h às 15h. É possível consultar a relação no site da Caixa.

contas-inativas-2-1487358254562_615x633

Saques vão até 31 de julho

É possível sacar o dinheiro até 31 de julho de 2017. Por exemplo: se o trabalhador nascido em janeiro não sacar o dinheiro agora, ele ainda pode fazer o saque até 31 de julho.

Depois disso, só vai poder sacar esse dinheiro seguindo as regras antigas –ao se aposentar ou se for comprar a casa própria, por exemplo.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *